Arquivo da categoria: Educação

Estudante guanambiense ganha medalha de ouro na 13.ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas

Um aluno do Colégio Municipal José Neves Teixeira em Guanambi ganhou a Medalha de Ouro na 13.ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas. Lucas Emanuel Dias Santos está no 9º do ensino fundamental e ficou entre os oito baianos a conquistar o feito na categoria que engloba alunos dos anos finais do ensino fundamental.

A 13ª edição da OBMEP bateu novo recorde de escolas (53.231), de 99,6% dos municípios brasileiros. Dos 18,2 milhões de estudantes inscritos, 941 mil foram classificados para a segunda fase da competição – 903 mil de escolas públicas e 38 mil de particulares. Esta edição da OBMEP contou pela primeira vez com a participação de escolas particulares e bateu record no número de participantes, mais de 18 milhões.

Dois alunos da mesma escola ganharam medalha de prata, Luiz Fernando Lima Aguiar e João Pedro Ledo Menezes. Leonardo Rozeno Cruz, estudante do Colégio Municipal Profª. Josefina Azevedo e João Vitor Correia Teixeira, do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães também conquistaram a honraria.

Segundo o radialista Bony Silva, Lucas Emanuel é filho de família humilde (a mãe é Agente Comunitária e o pai autônomo) e tido como aluno exemplar, dedicado, que se destaca pelo excelente nível de aprendizagem. Participou das duas edições anteriores e conquistou medalha de bronze.

A OBMEP é aberta para alunos do 6º ano do Ensino Fundamental até o 3º ano do Ensino Médio, divididos em três níveis.

Da Redação da Agência Sertão

Anúncios

IF Baiano está entre as cinco melhores instituições de Ensino Superior do Estado

Foi divulgado pelo Instituto Nacional de Pesquisas e Estudos Educacionais Anísio Teixeira (Inep), nesta segunda-feira (27), os Indicadores de Qualidade da Educação Superior do ano de 2016. Em relação ao Índice Geral de Cursos (ICG), o IF Baiano ficou na quinta posição do ranking de Instituições de Ensino Superior da Bahia, com 3,0120. Nas quatro primeiras posições, ficaram a UFBA (3,6627), UESC (3,2309 ), UFOB (3,0714) e UESB (3,0531). Onze universidades foram avaliadas na Bahia.

O IGC é calculado de acordo com a média de três conceitos, num período dos últimos três anos: Conceito Preliminar de Curso (CPC), Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) e dos conceitos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) dos cursos de mestrado e doutorado.

No CPC, os conceitos variam de 1 a 5. São critérios para avaliação da qualidade dos cursos, entre outros, o corpo docente e o desempenho dos formandos no Enade. Conforme o conceito de curso do MEC, onze graduações do IF Baiano possuem conceito quatro e duas, conceito três (Veja em: Graduações do IF Baiano recebem selo de qualidade).

Classificação das Instituições Públicas da Bahia

1° Universidade Federal da Bahia (Ufba) – 3,6627
2º Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) – 3,2309
3º Universidade Federal do Oeste da Bahia (Ufob) – 3,0714
4º Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) – 3,0531
5º Instituto Federal Baiano (IFBaiano) – 3,0120
6 º Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) – 3,0104
7º Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) – 2,7874
8º Instituto Federal da Bahia (IFBA) – 2,7714
9º – Universidade Salvador (Unifacs) – 2,6529
10 º Universidade do Estado da Bahia (Uneb) – 2,3774
11º Universidade Católica do Salvador (Ucsal) – 2,2324

Inscrições para o concurso público para professores 40 horas e coordenadores pedagógicos começam amanhã(14)

Começam, nesta terça-feira (14), as inscrições para o concurso público para professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual de ensino, promovido pelo Governo do Estado da Bahia, por meio das Secretarias da Educação e Administração. São 3.760 vagas, sendo 3.096 para professores e 664 para coordenadores pedagógicos. As inscrições prosseguem até o dia 12 de dezembro, custam R$ 100 para ambos os cargos, e serão feitas exclusivamente, via internet, pelo site da Fundação Carlos Chagas, empresa responsável pela aplicação das provas.
O secretário Walter Pinheiro disse que o concurso será para 40 horas semanais e representa uma das ações estratégias que vêm sendo adotadas pelo Estado para fortalecer o eixo pedagógico nas escolas estaduais. “Este concurso vem sendo esperado há muito tempo pelos educadores e o governador Rui Costa, mesmo diante da situação econômica do país, tomou esta decisão que fortalece o eixo pedagógico das escolas e, consequentemente, a nossa qualidade do ensino”, afirmou Pinheiro, ao destacar que a iniciativa vai potencializando a oferta da Educação em Tempo Integral na rede. “A nossa meta é caminhar para uma escola que funcione o dia todo, com atividades culturais e cursos profissionalizantes. Daí a importância de termos professores com uma carga horária de 40 horas de dedicação à escola, bem como a presença do coordenador pedagógico em todas as unidades da rede estadual”, afirmou.

Oferta

As vagas para professores são para diversas áreas do conhecimento, como por exemplo, os com licenciaturas em Ciência Biológicas, Ciências Naturais, Ciências Humanas, Ciências da Sociedade, Filosofia, Artes, Educação Física, História, Artes, licenciatura interdisciplinar em Linguagens e Códigos e suas Tecnologias, Matemática ou licenciatura interdisciplinar em Matemática e Computação e suas Tecnologias, habilitação em Química oriundo de curso superior. Para coordenador pedagógico, é preciso ter curso de Pedagogia. Tanto para professor quanto para coordenador pedagógico é exigido diploma registrado de conclusão de curso superior de graduação, conforme estabelecido no edital, devidamente registrado, fornecido por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Remuneração

Para o cargo de professor padrão P, grau IA, a remuneração inicial é constituída pelo vencimento básico no valor de R$ 2.145,36, acrescido de Gratificação de Estímulo às Atividades de Classe, no percentual de 31,18% incidente sobre o vencimento básico, no valor de R$ 668,92, perfazendo um total de 2.814,28. Para o cargo de Coordenador Pedagógico, Padrão P, grau IA, a remuneração inicial é constituída pelo vencimento básico no valor de R$ 2.145,36, acrescido de Gratificação por Condições Especiais de Trabalho, no percentual de 34,75%, incidente sobre o vencimento básico, no valor de R$ 745,51, totalizando R$ 2.890,87.

Aplicação das Provas 

O concurso terá três etapas. As provas objetivas (1ª etapa) e discursivas (2º etapa) serão aplicadas no dia 25/02/2018, para todos os cargos, no período da manhã, nas cidades de Alagoinhas, Amargosa, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Caetité, Eunápolis, Feira de Santana, Ipirá, Irecê, Itaberaba, Itabuna, Itapetinga, Jacobina, Juazeiro, Jequié, Macaúbas, Paulo Afonso, Ribeira do Pombal, Salvador, Santa Maria da Vitória, Seabra, Serrinha, Santo Antônio de Jesus, Senhor do Bonfim, Teixeira de Freitas, Valença e Vitória da Conquista. Somente será corrigida a prova discursiva dos candidatos habilitados e melhores classificados nas provas objetivas. A terceira etapa é a prova de títulos, para fins de pontuação dos candidatos habilitados na prova discursiva.

Candibense e montealtense disputam eleição para diretoria do IF Baiano

No próximo dia 6 de dezembro a comunidade acadêmica do Instituto Federal Baiano (IF Baiano) vai às urnas para escolher o novo reitor ou reitora e os novos diretores dos Campi. Seis candidatos concorrem ao cargo de reitor, eles podem ser votados nas 14 unidades do IF Baiano espalhadas pelo Estado e na reitoria, a eleição acontece em turno único.

Em Guanambi, dois candidatos concorrem ao cargo de diretor geral do Campus, um é natural de Candiba e outro de Palmas de Monte Alto. Alunos, técnicos administrativos e docentes efetivos estão aptos a votar. Cada seguimento tem representação de um terço do total de votos.

O candibense na disputa é o Nivaldo Moreira de Carvalho, 38 anos, licenciado em Educação Física pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB/2005), especialista em Educação Física Escolar pela Faculdade de Guanambi (FG/2006) e mestre em Educação pela Universidade de Brasília (UnB/2010). O candidato ingressou no IF Baiano em 2004, no cargo de professor de Educação Física. Na  instituição exerceu os cargos de coordenador substituto de Assistência ao Educando, coordenador do Núcleo de Assistência aos Portadores de Necessidades Educativas Especiais, coordenador do curso Técnico em Agropecuária, coordenador de Ensino e Diretor acadêmico. Nivaldo é casado e pai de dois filhos.

 

 

 

 

 

 

Já o montealtense é Carlito José de Barros Filho, 38 anos, graduado em pedagogia pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB/2005) e Especialista em PED – Gestão Escolar e Supervisão pelo Centro Universitário Barão de Mauá (CBM/2016). O candidato entrou na instituição em 2008,  no cargo de Supervisor Educacional. Já exerceu as funções de coordenador Geral de Ensino, diretor de Desenvolvimento Educacional, coordenador Especial de Atividades Educacionais Noturnas e chefe do Núcleo de Apoio ao Processo de Ensino, Aprendizagem, Permanência e Êxito do Educando. Carlito também é casado e pai de uma filha.

Até o dia da eleição, os candidatos buscam votos entre servidores e alunos. No dia 7 de dezembro a comissão eleitoral divulga o nome do candidato que irá suceder o atual diretor Roberto Lima.

Candidatos à Reitoria / Campus de Lotação

Aécio José Araújo Passos Duarte (Senhor do Bonfim)
Camila Lima Santana e Santana (Catu)
Carlos Magno Augusto Sampaio (Santa Inês)
Geovane Barbosa do Nascimento (Uruçuca/Atual reitor)
Manoela Calcon Silveira (Governador Magabeira)
Ozenice Silva dos Santos (Guanambi).

Tiago Marques | Agência Sertão

Candiba: Estudantes do Antonio Batista representam a Bahia na 23ª Ciência Jovem em Recife

Uma delegação formada por 13 estudantes e 11 professores da rede estadual de ensino está representando a Bahia, desta quinta-feira (9) até sábado (11), na 23ª Ciência Jovem, que está sendo realizada em Recife-Pernambuco., dentre estes tmos os estudantes do Colégio Estadual Antonio Batista, Eduardo Fernandes e Márcio Reis tendo como orientadora a professora Roberta Marla. Os alunos do CEAB participam com o projeto DAMP – Dispositivo Alertador da Má Postura. A comitiva faz parte do Programa Ciência na Escola, desenvolvido pela Secretaria da Educação do Estado, para estimular a iniciação científica em sala de aula. Os projetos foram selecionados pelo Ciência Jovem, uma feira internacional de Ciência, que destaca iniciativas criativas e que estimulam o fazer científico na Educação Básica em escolas públicas e particulares do Brasil e de países como México, Paraguai, Chile e Colômbia.


b05a8c88-c0fa-43a4-ac46-3f412b39774b.jpg
O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, disse que a iniciação científica está sendo estimulada, cada vez mais, nas escolas. “Estas são apenas algumas das experiências que estão sendo desenvolvidas pelos nossos estudantes, com a orientação dos professores em sala de aula”, afirmou Pinheiro, ao destacar que estas e outras experiências serão expostas em Salvador neste mês de novembro. “É importante destacar que estaremos reunindo mais de quatro mil estudantes para que apresentem seus projetos no Encontro Estudantil da rede estadual, a ser realizado de 21 a 23 de novembro, na Arena Fonte Nova. O encontro, aberto ao público, será um momento para que a população veja o que está acontecendo nas nossas escolas, por meio dos projetos não só de ciência, mas também de arte, cultura, esporte, inovação, tecnologia e empreendedorismo”, acrescentou.

Os projetos dos estudantes baianos se destacam pelo ineditismo, relevância e alcance social. Entre eles, está o “Dispositivo Alertador da Má Postura” (DAMP), desenvolvido pelos estudantes Eduardo Costa e Márcio Barros, do 3º ano, do Colégio Estadual Antônio Batista, no município de Candiba, localizado no Núcleo Territorial de Educação de Caetité (762 Km de Salvador), para ajudar os colegas a manterem uma boa postura, ao sentarem nas carteiras escolares. O DAMP possibilita que o aluno seja informado, por meio de um sensor, quando está sentado de forma incorreta. “Este assunto da má postura é sempre recorrente na escola e, com a pesquisa e dica de um amigo, desenvolvemos um produto de baixo custo e caseiro que atinge ótimos resultados”, comenta Eduardo.

Já os estudantes Rodrigo Damasceno Sampaio, 16, Evelin Costa, ambos do 2º ano, do Colégio Estadual Ernesto Carneiro Ribeiro, localizado em Feira de Santana (113 quilômetros de Salvador), desenvolveram o projeto sobre a “matriz energética no Estado da Bahia: análise do potencial nuclear x potencial hidrelétrico”. O objetivo é difundir o conhecimento científico sobre os processos de produção (transformação) de energia. Rodrigo Sampaio destaca a relevância do projeto. “A pesquisa é importante devido a necessidade atual de se conhecer formas mais eficientes de exploração da energia e que causem o mínimo de impacto ambiental”, comenta o estudante.

A coordenadora do Projeto Ciência na Escola, Shirley Costa, acompanha a comitiva da rede estadual e fala sobre a importância desta representatividade. “Isto representa o compromisso do Estado, por meio do Programa Ciência na Escola, com a formação integral dos estudantes baianos, ao possibilitar aos mesmos a participação em um evento internacional, socializando suas produções, que foram desenvolvidas durante todo o ano, com a orientação de professores formados pelo Ciência na Escola, para promover a Educação Científica na rede estadual. Pretendemos, com isso, envolver os estudantes com o mundo da Ciência, com o incentivo à curiosidade, investigação científica e autonomia na produção do conhecimento, bem como na expressão criativa própria dos jovens”, afirmou.

Ascom

Guanambi: Reitora da UFOB realiza visita técnica para instalação de uma extensão da Universidade Federal

Hoje (06), o município de Guanambi recebeu a visita da Reitora da Universidade Federal do Oeste da Bahia – UFOB, Professora Iracema Veloso, e a Coordenadora Geral de Expansão e Gestão das Instituições Federais de Ensino do Ministério da Educação (MEC), Professora Nara Pimentel, que realizarão uma visita técnica visando tratar da instalação de uma extensão da Universidade Federal em Guanambi.
A visita foi articulada pelo Deputado Federal Arthur Maia (PPS).
Latinha

EMÍLIA DO FISK- 25 ANOS DEDICADOS AO ENSINO DE IDIOMAS EM GUANAMBI

Fundadora da Escola FISK em Guanambi,Maria Emília Blanc Amaral, iniciou seu contato com o inglês no ano de 1970, através do programa “Inglês na TV” exibido na extinta TV Tupi. Nesta época, teve início a sua trajetória no aprendizado da língua inglesa. Foi aluna, monitora e auxiliar de ensino dos 15 aos 18 anos de idade.
Em 1984, Após sua graduação em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) torna-se professora e coordenadora da Fisk em Vitória da Conquista, quando em 1991 recebe a proposta de abrir uma unidade Fisk em Guanambi.
unidade foi inaugurada em 2 de fevereiro de 1992 na Rua Camerino Neves, 130. Foram vários desafios encarados para que a escola se tornasse referência no ensino de idiomas na região se destacando devido ao seu método inovador com cursos dinâmicos, professores comprometidos, além de toda a estrutura de apoio aos alunos.
Hoje a escola FISK, funciona em sede própria na Rua Helvécio Martins, centro. A Família Fisk agradece a Deus, aos colaboradores e alunos por fazerem parte desta história,
Jorge Oliveira- Jornal Popular